BUILT TO SUIT, HC CORPORATE, IMOBILIARIO BRASIL, INVESTIMENTO, SALE AND LEASE BACK

Compramos Salas, Edifícios, Hotéis e Galpões para Operações Sale & Lease Back ou Built to Suit

A divisão de Investimentos Imobiliários da HC Corporate apresenta uma oportunidade interessante para venda de ativos imobiliários.

Representamos um Grupo de Investimento Norte Americano interessado na compra de imóveis para as operações: Sale & Lease Back ou Built to Suit, na faixa de valores entre 50 e 300 Milhões de Dólares.

Os interessados podem ser os próprios proprietários dos imóveis (salas comerciais, prédios, edifícios, hotéis ou galpões logísticos) ou das operações, mesmo que em andamento.

Condições necessárias para apresentar a operação:

  • Faixa de Valores de USD 50-300 Milhões de Dólares;
  • Aluguel Mensal seja igual ou superior a 0,9% do valor do negócio; e
  • O Tempo de Aluguel contratado remanescente seja igual ou maior que 7 anos.

Mais Informações

Caso tenha interesse, por favor entre em contato com a diretoria da HC Corporate através do e-mail: corporate@huitantecinq.com ou por telefone aqui, que teremos o máximo prazer de retornar seu contato.

 

Para receber a nosso portfólio completo de oportunidades de Investimentos Imobiliários e nossas notificações por e-mail clique aqui selecionando a área de interesse Imobiliário (Real Estate).

Sobre a HC Corporate

A divisão Imobiliária (Real Estate) da HC é especializada em promover para investidores e clientes no Brasil oportunidades de investimentos imobiliários oferecidos por nossos parceiros no país e no exterior.

Anúncios
Padrão
COMPRAR IMOVEL EXTERIOR, HC CORPORATE, IMÓVEL NO EXTERIOR, IMOBILIÁRIO, INVESTIMENTO, INVESTIMENTO EXTERIOR

“Garantia Total” para os investidores em projetos imobiliários! Onde? Somente em Dubai!

Hoje já são 29 bilhões de Dirham (moeda local equivalente a R$0,89), depositados em bancos como garantia da construção e entrega, o que reflete a confiança no mercado de Real Estate em Dubai.

download

Alguns empreendedores imobiliários em Dubai estão dando uma garantia de construção de 100 % para seus projetos, que é como uma “Garantia Total”, disse Marwan bin Ghalita, o diretor-presidente da Real Estate Regulatory Authority (RERA), Agência de Regulação Imobiliária pertencente ao Dubai Land Department.

Disse ele: -“Há empreendedores que deram garantia de construção de 100 % e esta é uma garantia total”, comentou sem dar nomes aos empreendedores.

Ele revelou também que 29 bilhões de Dirham estão sendo mantidos em custódia, o que reflete a confiança dos empreendedores e dos investidores no mercado imobiliário.

Em Dubai, nos termos da Lei nº 8 de 2007, é obrigatório para todos os empreendedores abrir uma conta bancária de custódia para cada desenvolvimento imobiliário. Todo o pagamento recebido dos investidores deve ser depositado nele e o dinheiro é gerido pela RERA, a qual depois de avaliar periodicamente o andamento da obra e que o progresso físico da construção cumpriu a porcentagem requerida no período, libera a parcela de custeio correspondente.

O chefe da RERA disse que em Dubai já não existe o temor de que os projetos paralisem, pois os empreendedores estão lançando projetos para antes construí-los, e só depois então passar a vendê-los.

“Muitos dos empreendedores estão querendo completar seus projetos para começar a vende-los somente após o projeto chegar perto da conclusão. Isso mostra que a indústria amadureceu ao longo do tempo “.

Entre as garantias solicitadas, estão 100 % do valor do terreno que deve ser pago pelo empreendedor, mais um mínimo de 20% do custo de construção a ser depositado na RERA, e tem ainda mais outro valor de 10% do custo de construção a ser pago pelas empresas contratadas para executar a obra.

No primeiro trimestre de 2016, foram lançados 38 novos projetos em Dubai. Em 2015, 46 projetos foram concluídos.

O Dubai Land Department reportou transações de vendas no valor de 55 bilhões de Dirham em todas as categorias no primeiro trimestre de 2016.

O chefe da RERA comentou ainda que os investidores se tornaram muito mais exigentes e seletivos e estavam fazendo perguntas sobre materiais usados, sustentabilidade, acabamentos e taxas de serviço, o que não era o caso antigamente.

Outra sugestão do chefe da RERA é que os empreendedores reduzissem as taxas de serviço ao alocar parte da área construída em seus projetos para imóveis que possam gerar receita.

“Meu conselho para o empreendedor é alocar uma parte da área construída para geração de receita. Comece com 50% da taxa de serviço até 70% da taxa de serviço a ser coberta por este ativo e não pelo investidor. Assim, o investidor pagará apenas 30 por cento “, disse o chefe da RERA na Exposição de Realizações do Governo Internacional de Dubai (DIGAE 2016).

Fonte: Emirates 24/7 – Parag Deulgaonkar – Publicado em 28 de abril de 2016.

Padrão